Pilates: exercícios que aliviam as dores de costas


A Organização Mundial de Saúde estima que em 2020

(dados oficiais de 2012), 90% da população ocidental mundial venha a sofrer de algum tipo de patologia de coluna ou dor muscular severa associada...90%!!!

Este impressionante número é assustador.

Há efectivamente muita responsabilidade do estilo vida urbano ocidental nesta matéria: a crescente sedentarização das últimas gerações de humanos tem conduzido os Corpos a posições extremamente tensas para a coluna, ao mesmo tempo que enfraquece as estruturas musculares que a suportam; estar sentado horas a fio numa cadeira, desde idades tenras, provoca uma alteração profunda nas curvaturas naturais da coluna, rectificando partes desta ( como a lombar), sobrealongando outras ( como a sagrada ou cervical), que modificam profundamente a biomecânica natural.

Os computadores e os telemóveis vieram acentuar ainda mais esta situação, colocando enorme pressão na cervical, pela pressão excessiva da cabeça ao a olharmos para baixo, para um ponto fixo, durante horas.

Deixamos de nos mexer o suficiente para manter uma elasticidade e força naturais para suportar a coluna. Deixamos de sentir os sinais que ela nos vai dando.

Mas, o Corpo tem voz própria. Fala. Emite sinais.

As dores e o prazer são a sua linguagem.

A condição natural do corpo é a saúde plena, apesar de já nem sequer nos lembrarmos disto.

Joseph Pilates e outros mestres da saúde natural dedicaram toda a sua vida a criar estratégias corporais, exercícios físicos e todo um estilo de vida que pudesse servir de ferramenta para que cada um de nós pudesse criar saúde através de si próprio.

Cabe-nos, pois, saber escutar essas dores e esses prazeres e dar-lhes voz..

Uma das grandes estratégias de combate à dor é o exercício físico.

Prevenir será evidentemente a melhor forma de criar uma estado de saúde natural equilibrado, mas quando a dor ataca há muitas formas de aliviar e tratar as tensões.

Primeiro há que definir exactamente que tipo de dor e qual a sua origem, sempre com o auxílio de profissionais de saúde e do exercício, pois pode haver limitações quanto à prática de determinados movimentos ( ou no limite, à imobilização temporária, embora rara).

Depois, devemos procurar um profissional do exercício para que nos possa definir exactamente o melhor plano de treino para cada caso - e isto é mesmo importante, para evitar ainda mais problemas!

Joseph Pilates definiu inúmeros exercícios para trabalhar a coluna vertebral e eliminar as suas tensões e desequilíbrios , mas aqui seleccionamos alguns que consideramos serem os eleitos nas aulas do estúdio:

1- Respiração Completa

A respiração é a base de todo o movimento e é um dos princípios básicos do método Pilates; a respiração conduz energia aos músculos e se for orientada de forma consciente durante o movimento, é possível obter resultados ainda mais surpreendentes.

Para qualquer trabalho físico, a respiração consciente e focada deve ser aprendida para que os resultados seja realmente alcançados .

Sabemos que a dor é uma acumulação excessiva de energia num determinado local e respirando ajuda na sua dispersão.

A respiração completa consciente é, assim, indissociável do exercício, não sendo possível fazer qualquer movimento com qualidade se não respirarmos bem.

2- Alongamento e Fortalecimento da Coluna

- "a ponte de ombros" ( shoulder bridge)

Este exercício permite à coluna estender e alongar vértebra a vértebra, criando uma sensação de libertação enquanto se fortalece simultaneamente as estruturas musculares que a suportam. Resultado: as tensões acumuladas libertam-se, pois criam-se espaços entre as vértebras para que a energia circule com mais profundidade.

- as Torções de Coluna

O movimento de Torção é fundamental para que a estrutura articular mantenha a rotação funcional do tronco. Com as más posturas da vida sedentária, muitos de nós perderam esta capacidade e como resultado, o movimento fica muito limitado, criando tensões e dores fortes, pelas compensacões erradas que entretanto são feitas.

Há inúmeros exercícios de torção do tronco que poderão ser incluídos em qualquer programa de treino.

Em Pilates, sublinhamos o "Spine Twist", o "Mermaid" , " Tic Toc e o "Saw", com variações e níveis adaptados a cada corpo.

- Flexão e Alongamento da Coluna

Chegar com as mãos aos pés é hoje em dia um dos exercícios mais trabalhados nas aulas de Pilates.

o " Roll Up" e o " Neck Pull" são alguns dos movimentos em que se promove a flexão da coluna, desenhando um "C" imaginário. Estes exercícios permitem ao mesmo tempo libertar e fortalecer o músculos da coluna e do tronco, sobretudo os abdominais, e recto abdominal e o transverso.

Qualquer plano de treino implica sempre a orientação profissional. É com acompanhamento de um professor certificado que podemos sentir os resultados com segurança.

Em suma, as dores de costas ou problemas de coluna são fruto sobretudo de uma vida muito sedentária, do excesso de peso, da falta de tonificação muscular e muita tensão emocional associada com stress.

Cabe a todos nós tentar inverter a previsão assustadora da OMS em relação a esta patologia.

E está nas nossas mãos, ou melhor, no nosso corpo!

Por isso, MEXA-SE!

Marta Conceição, The Element Pilates Studio


70 views
  • Twitter Clean
  • w-facebook